O que devo levar em conta ao comprar meu primeiro carro?

Leia essas dicas para fazer um bom negócio

Untitled

Crédito da imagem: NegativeSpace.co

 

Comprar o primeiro veículo é uma atitude que representa uma conquista muito importante para os jovens, uma vez que ter um carro ainda está bastante ligado aos conceitos de independência e sucesso.

O que comprova isso é uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil, que constatou que três em cada quatro jovens têm por objetivo trabalhar muito para adquirir o bem.

Se você faz parte desse percentual, dê uma olhada nessas dicas que separamos para você que está querendo adquirir o seu primeiro automóvel.

  1. Estabeleça um orçamento realista

Quando falamos em um orçamento realista, falamos de um valor que deve ser baseado no que você realmente pode pagar por mês. Esse orçamento deve incluir não só o preço do carro, mas também outros gastos acessórios, como combustível, seguro e manutenção mecânica.

Com o orçamento em mãos, você pode ter uma ideia melhor do tipo de carro que você pode comprar e, acima de tudo, se comprar um carro é o certo para você no momento.

  1. Estabeleça as suas necessidades de transporte

Aqui, vai a pergunta: por que você está comprando um carro? Se for para mostrar aos amigos que você é o cara da vez, um bom Renault Sandero usado pode fazer muitos morrerem de inveja.

No entanto, caso a aquisição seja por pura necessidade, talvez um modelo mais popular, como um Fiat Uno usado, já possa dar conta do recado. Dado o custo do combustível, seguro e – em muitas casos – estacionamento mensal, evite comprar o que você não precisa.

  1. Faça uma pesquisa sobre os veículos de interesse

A começar por esse post, há, na internet, uma incrível quantidade de informações e perspectivas sobre novos carros e suas alternativas de modelos. Tire um tempo do seu dia e pesquise sobre os modelos que você gosta e quais poderiam satisfazer as suas necessidades de transporte.

E a pesquisa não precisa ficar só na internet não. Se você vir alguém com aquele Uno usado que você tem interesse, pare e pergunte sobre a sua experiência de propriedade. O testemunho de alguém que tem o carro que você quer e convive com ele diariamente é tão importante quanto uma pesquisa de horas na web.

Se puder, estenda a pesquisa também para a revendedora (ou dono do automóvel) que irá lhe vender o veículo. Busque saber da reputação da empresa ou do proprietário antes de fechar o negócio. Hoje, há muitas organizações criminosas que roubam automóveis para revendê-los depois – isso sem falar no mercado de desmanche.

  1. Faça um test drive

Com todas as fontes online disponíveis para a sua pesquisa básica, a importância do test drive acabou sendo marginalizada com o tempo. E, se tem algo que você precisa entender, é que praticamente nada mais é importante em seu processo de decisão do que como você se sente atrás do volante.

Aí muitas variáveis ​​entram em jogo, como a altura do assento, o ajuste da roda, a sensação de direção, a aceleração, a visibilidade externa, o layout de controle… Por mais que o vendedor queira que o test drive seja de cinco ou dez minutos, não gaste seu tempo a menos que meia-hora, no mínimo, seja lhe dada para dirigir o veículo.

Esse é o tempo necessário para realizar a maioria das manobras com o automóvel e testar se os acessórios automotivos correspondem ao que você imagina que sejam.

No test drive, dê uma olhada também na aceleração e na qualidade do ar-condicionado. Muitos motoristas se queixam desses aspectos enquanto andam com os seus veículos.

É por esses e outros motivos que você não deve deixar de fazer um test-drive antes de completar a aquisição, ainda que aquele Palio seminovo pareça perfeito e em ótimo estado.

  1. Determine o preço de compra adequado

Depois de ter decidido o que você gosta – e estabelecido o quanto pode pagar – é o momento de se chegar a um preço de compra. Nessas horas, ser sábio na negociação pode fazer toda a diferença.

Ao discutir o quanto você quer pagar, não revele ao vendedor um número por mês. Olhar para o preço fracionado pode esconder um alto custo que, muitas vezes, nem corresponde ao real valor de mercado do veículo em questão.

Portanto, se você está olhando para um carro e pensando que pode custar R$ 20 mil reais, mas o vendedor disse que custa R$ 25 mil, seja corajoso e apresente uma oferta de R$ 20 mil. Quem sabe você não ouve algo do tipo “negócio fechado”.

  1. Aproveite o processo

Com as baixas taxas atuais de financiamento e literalmente centenas de ótimos carros para escolher, suas opções nunca foram melhores (especialmente na categoria “entry-level”) e a posse de carros nunca foi tão recompensadora.

Então, nada de querer colocar todas essas dicas em prática em um dia só e em apenas uma semana decidir o veículo que vai comprar. Respire fundo, relaxe e aproveite o processo!

Leve seus familiares e alguns amigos para a concessionária, pergunte a eles o que acham do modelo que você gostou. Se a aquisição vai ser feita pela internet, também vale a pena mostrar fotos do veículo desejado para a sua namorada (ou namorado) e perguntar a ele(a) o que achou.

No fim, vai ser ótimo saber que você não tomou a decisão isoladamente e, com certeza, irá agradar todos à sua volta com a nova aquisição.

Extra: Qual carro devo escolher?

Se você está procurando por opções mais em conta, busque apostar em carros usados. Pesquisando em alguns sites de imóveis, você consegue achar várias versões do Fiat Palio seminovo e de outros modelos e marcas a preços bem acessíveis.

Caso não se importe em gastar um pouco mais por conforto, estilo e elegância, também há muitas versões do Sandero usado no mercado que podem te satisfazer.

E aí, curtiu o post? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude seus amigos que também estão no mesmo barco que o seu! Nós desejamos muita sorte nessa nova empreitada de aquisição do primeiro veículo e temos certeza que você será muito feliz com a posse desse novo bem!

#Precisãopravocê

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*