A hora certa de trocar os amortecedores

Nesse post vamos passar informações que ajudam a fazer uma avaliação do estado dos amortecedores e assim fazer a troca na hora certa. Antes de tudo, é importante ficar atento ao estado dinâmico do veículo, dirigibilidade, estabilidade etc., isso ajudará a identificar o momento exato da troca.

As recomendações padrão de troca são: 1. de forma preventiva quando o veículo alcança 40 mil quilômetros e; 2. uma troca corretiva com 50 mil quilômetros. Essas indicações se devem a desgastes internos que não são visíveis aos olhos e podem confundir a avaliação. Para se ter uma ideia, com 50 mil quilômetros a diferença de carga do amortecedor novo KYB para o usado já é de 35%, isso já compromete frenagens e consequentemente a segurança dos ocupantes do veículo.

Mas e os sintomas no dia a dia? Vamos lá, um sintoma importante é estar atento quando você está em uma velocidade maior e ao entrar em uma curva tem dificuldade de manter o veículo na roda pode ser um indício de troca, outro sintoma que você deve estar atento é se está acontecendo uma distância maior na frenagem, além disso, o desgaste prematuro em uma ou mais rodas também pode ser sinal de problemas no amortecedor. Se o seu veículo possui ABS fique atento a trepidação antes “da hora certa” de frenagem. Uma outra dica é um balanço maior na carroceria quando o veículo está lotado, com muito peso.

Quer saber mais sobre o assunto? Clique aqui e assista ao vídeo em nosso canal no YouTube, se inscreva e fique ligado em todas as dicas.

 

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*